terça-feira, 16 de março de 2010

Melancolia...

Em 6 anos e meio de faculdade muita coisa aconteceu...

Eu conheci pessoas. Muitas pessoas. Umas chegaram e partiram, outras ficaram... Mas o fato é que todas e cada uma influenciou no meu caráter.

Eu conheci um mundo novo, que quebrava as paredes de segurança que eu construí na rotina casa-escola-casa. As pessoas eram diferentes, pensavam diferente de mim. E eu me vi meio perdida.

Deixar de ser a menininha-inteligente-da-escola-pequena foi estranho. Reconhecer que existem pessoas bizarramente mais brilhantes que você foi um processo esquisito dentro de mim.

Estudar até o desgaste virou rotina em certo ponto. Se fuder em algumas matérias também.

Mas aos poucos eu fui me achando. Vi que existia muito mais coisa na vida que eu não imaginava, que eu não podia controlar e muito menos prever.

Vi que o que eu não podia controlar, eu tinha que aceitar. A vida é assim.

Vi que, embora as pessoas fossem diferentes de mim em sexo, posição social, terra natal ou opção sexual, elas ainda tinham valores especiais. E em meio a essas diferenças eu me vi apaixonada por muitas dessas pessoas. Meus amigos.

Os momentos bons foram infinitos. Festas, bebedeiras, papos até altas horas, besteiras, muitas besteiras. As brigas também foram infinitas. Assim como as reconciliações.

E hoje eu posso dizer que eu levo de tudo um pouco. Abraços, sorrisos, lágrimas, gargalhadas estrondosas, micos, conquistas, nights de caráter duvidoso, programas de índio, presentes, aniversários. Felicidade. Tudo ficou.

E amanhã eu me vejo colocando um ponto final nessa caminhada.

Olhar pra trás dá uma saudade...

sexta-feira, 5 de março de 2010

Vivendo e aprendendo...

Visitando os blogs da vida e relendo alguns textos meus, como esse aqui, comecei a pensar na vida e em tudo o que eu tinha absorvido até hoje.

Então eu resolvi queimar a mufa e listar o que de bom eu posso extrair dessa vidinha até agora:

1. Ame
Sério. Ame. Ame as pessoas, ame você mesmo, ame suas coisas. Amar é o melhor jeito de conservar o que quer que seja. Quando a gente ama, a gente quer bem, e quando a gente quer bem, a gente cuida. Faz sentido, não faz?

2. Tudo que vai, volta
Sabe a Lei de Newton que diz que pra toda ação existe uma reação de mesmo módulo mas sentido contrário? Nem te conto que ela é aplicável a toda e qualquer coisa na vida. O universo age assim. Tudo que você emana, você recebe de volta.

3. Seja gentil
Eu me acho gentil, sério mesmo. Minha mãe é uma pessoa muito bondosa e com um coração gigantesco. Acho que eu aprendi um pouco disso com ela. E quando você é gentil, coisas boas acontecem com você. É o ciclo da vida.

4. Seja otimista
Tá mais do que comprovado que positividade e boas energias só trazem benefícios.

5. Seja um pouquinho egoísta
Não vai sair por aí gritando que o mundo gira ao seu redor, mas acho que é bom pensar na gente mesmo, fazer coisas boas pra si próprio. Não é bom a gente amar mais uma pessoa do que a gente mesmo, e nem colocar essa pessoa acima de nós.

6. Seja paciente
Tá aí uma coisa que eu aprendi e ainda não consigo colocar em prática. Eu sou uma pessoa muito estourada e sem paciência. Mas uma coisa que eu sei que eu tenho que praticar é que todo mundo tem seu ritmo. Nem todo mundo tem o raciocínio na mesma velocidade, então você tem que aprender a lidar com as falhas e outras características de cada um.

7. Não espere nada em troca
Esse negócio de ser gentil é complicado, porque sem querer você começa a esperar que os outros tenham com você a gentiliza que você tem com eles. Mas a verdade é que todo mundo pensa diferente, então não dá pra controlar as reações dos outros. Ou seja, aceita. Nem tudo que você faz de bom, você vai ter em troca.

8. Não deixe muita coisa pra depois
Se quiser dizer que ama uma pessoa, diga logo. Não é bom ficar empurrando as coisas pra frente, porque a gente nunca sabe o que vai acontecer daqui a 5 minutos. Seja claro, não deixe nada pendente.

9. Sorria
Eu não entendo nada de medicina, meu negócio é com número. Mas eu já li que rir ajuda a produzir endorfina. E endorfina deixa você feliz! Êêê!

10. Leve uma vida saudável
Pode soar piegas, mas do auge dos meus 26 anos eu percebi que toda vez que eu começo a levar uma vida mais tranquila, eu fico mais feliz. Tô falando de comer comidas saudáveis, dormir melhor, fazer atividades agradáveis. Coisas que preencham sua cabeça e te deixem mais leve. Aos poucos você vai ficando mais feliz e daí praticar os outros passos fica muito mais fácil.

Sacou?

;)